inside_thinking.jpg
 
 

O entendimento às vezes nos leva além da perspectiva intelectual, recuperando o papel das emoções nas nossas ações. Nem sempre o verdadeiro é entendido como bom e o falso como ruim. Ao menos, não nas interações sociais: não é tão fácil assim. Pensando nisso, nós mobilizamos diferentes recursos, teorias e dados para compreender melhor uma realidade complexa, a era das fake news. Quando estamos cercados por informações questionáveis, como fica a comunicação? Qual o papel das empresas nesse contexto? Por que é tão difícil conter os efeitos de uma notícia falsa que foi bem posicionada? 

Estas são algumas das indagações que nos guiaram nos últimos meses, enquanto preparávamos este material. O resultado você pode começar a ver aqui: